Descobrir o que é e-mail marketing e fundamental e acredite: é uma excelente estratégia, se for bem aplicada. A grande questão é que muitas pessoas não têm atenção nesse detalhe e perdem uma boa oportunidade.

Embora vários empreendedores virtuais pensem que o e-mail não é mais utilizado, a realidade não é bem assim. Bem como, os celulares contam com acesso ao e-mail instantaneamente e por isso as pessoas ainda usam.

É importante ter atenção no e-mail marketing e na importância que esse recurso tem para o mercado digital. Dessa forma, confira a seguir as informações e veja como aproveitar essa oportunidade para lucrar mais.

O que é o e-mail marketing?

Em primeiro lugar, a utilização do e-mail marketing é bastante comum nas campanhas de marketing digital e bastante objetiva. A ideia é criar e ter condição de manter relacionamento com os clientes, gerando conversões.

As vendas são atingidas e melhora bastante a retenção, porém lembre-se: não trata-se do Spam. Ou seja, o e-mail marketing tem a proposta de chegar até os interessados na informação e melhorar o processo de retenção.

É possível enviar muitas mensagens e é primordial que esteja apenas dentro do estágio do funil de vendas. Contudo, é essencial inserir uma opção de cancelamento e o ideal é evitar aquela busca irracional pela conversão.

Demonstrar respeito pelo público é uma das premissas que o e-mail marketing tem e nem adianta fugir disso. O mais importante é aliar essa estratégia com outro recurso, por exemplo: uma pesquisa de opinião.

É primordial avaliar aquilo que está certo e comprar com os erros, pois a evolução das campanhas depende disso. Segundo dados da empresa Radicati, até 2024, o número de usuários de e-mails passará de 4 bilhões.

O pensamento natural, logo após saber da informação citada acima, é que o e-mail marketing é uma bela ferramenta. Afinal, gera e fideliza os leads, mas é fundamental saber do que trata-se e evitar o envio sem pensar nisso.

Vários usuários começam a disparar uma série de e-mails e não se atentam a um fator: o cliente deseja receber? Essa pergunta merece atenção e a melhor alternativa disponível é que você procure obter um sim.

Por que utilizar o e-mail marketing no negócio?

O e-mail é uma bela ferramenta e auxilia a comunicação, além de ter um custo baixo e você pode utilizá-lo gratuitamente. No entanto, para o marketing, a realidade é exatamente essa e é possível usá-lo com facilidade.

Quando comparado a publicidade em sites, banners e anúncios patrocinados nas redes sociais, o e-mail marketing tem um custo baixo. Basta fazer uma campanha do mesmo e o lead terá condição de responder ao que você quer.

Por não ser uma estratégia estática, a verdade é que dá para adaptar-se ao que o seu negócio demanda. Portanto, as pessoas podem abrir pelo laptop, tablet ou celular e ter a melhor interface disponível para a sua proposta.

Em alguns casos, quando o empreendedor digital domina o assunto, é possível até colocar a formatação ideal. Em outras palavras, o e-mail marketing é bastante agradável aos olhos daquele que o utiliza.

Como escrever uma sequência de e-mail marketing?

Primeiramente, a escrita para e-mail marketing não é complicada e nem demanda um nível de trabalho complexo ou bastante erudito. Acredite: um iniciante pode escrever e ter condição de cumprir com a meta que foi criada.

É preciso seguir oito passos e fica mais fácil de conseguir que o a meta final possa ser atingida o quanto antes. Desse modo, veja a seguir alguns pontos que podem ser seguidos e você terá um resultado adequado ao seu negócio:

1- Entregar a recompensa

É primordial entender, antes de mais nada, que a entrega do material é crucial e procure ter um texto de 200 palavras. A ideia é simples: informar o cliente e dar a recompensa, fazendo-o entender que você se importa com ele.

2- Perguntar qual é a maior dúvida na hora de criar um e-mail marketing

O segundo passo é mostrar que você sabe que algumas dúvidas podem rolar e o sucesso do e-mail marketing depende disso. Sendo assim, busque mostrar ao longo do e-mail que há espaço para que ele possa te responder.

3- Contar a minha história

Seguido o passo anterior, é necessário contar a sua história e fazer a famosa jornada do herói. Por exemplo: metas, objetivos, descoberta, queda, persistência, recompensa e como aquilo pode auxiliar o seu cliente.

4- Inimigo em comum

Certamente que o cliente já te conhece bem e é chegada a hora de mostrar que você sabe quem é o inimigo dele. Ao final do e-mail, deixa uma mensagem de empoderamento e o cliente poderá curtir aquela situação.

5- Conteúdos que você disponibiliza

É muito provável que você tenha um produto/serviço considerado carro-chefe, não mesmo? Definitivamente que sim e você usar um dos e-mails marketing para explorar mais esse assunto, mostrando a “dor” e o “remédio”.

No segundo conteúdo, insira um problema que a falta do “remédio” traz e demonstre que há um antídoto a disposição. Em resumo, o e-mail marketing tende a converter mais quando esse passo é finalmente seguido.

Por fim, procure demonstrar, ao final do terceiro conteúdo, que existe uma solução e depende apenas do cliente. O objetivo é demonstrar o diferencial competitivo que existe a qual a razão para a pessoa aproveitá-lo.

6- Oferta benefícios

Sabe a dor que a pessoa sente e que você explorou no passo anterior? Então, é fundamental que você use essa etapa do e-mail marketing e demonstre que os benefícios são grandes, sendo um tipo de degustação para o cliente.

7- Oferta lógica do e-mail marketing

É chegado o momento de usar o julgamento lógico, mostrando se é verdadeiro ou falso, além de inserir o julgamento útil, demonstrando a utilidade do produto e, por fim, o julgamento da beleza e citando a mesma.

8- Oferta do Medo

A fim de finalizar a sequência de e-mails, não se esqueça de mostrar que a falta daquele “remédio” é perigosa. Enfim, o e-mail marketing é isso: uma sequência para apresentar, reter atenção, convencer e converter o cliente.